5 dicas relevantes de como poupar 200 euros mensais

Pôr algum dinheiro de parte é mais simples do que parece. Há pessoas que acreditam que economizar dinheiro é possível só para aqueles que detêm um rendimento mensal superior. A verdade é que não o é. Com estas dicas simples que selecionamos para si, vai que é possível economizar 200 euros todos os meses e viabilizar a poupança de que precisa para realizar os seus sonhos e ser capaz de viver dos rendimentos destas economias.

Através da técnica japonesa “kakebo” verá que é possível organizar o seu orçamento doméstico e economizar a partir de 200 euros ao mês, sem que tenha de abrir mão da sua satisfação e bem-estar pessoal e familiar. Entretanto, confira 5 dicas relevantes de como poupar, mensalmente, 200 euros!

1. Registar tudo

A técnica japonesa kakebo consiste em registar tudo o que for relativo à sua vida financeira num caderno. Desta forma, é possível controlar melhor os seus gastos mensais e, consequentemente, economizar.

Da mesma maneira em que um diário relativo a uma dieta alimentar possui todas as informações dos alimentos e refeições consumidas num dia, as calorias ou os exercícios físicos realizados, um diário de finanças deve conter todas as informações relativas ao seu orçamento e despesas. Tais como:

  • Contas diárias;
  • Orçamento doméstico por escrito;
  • Como o seu dinheiro será gasto ao decorrer do mês;
  • Divisão do dinheiro por categorias;
  • Entre outras informações que podem ser registadas para um melhor controle das suas finanças.

2. Excluir as despesas supérfluas

As despesas supérfluas são as principais causadoras de prejuízos ao longo do mês. Mesmo que sejam pequenas, juntas, têm o poder de impactar negativamente em seu orçamento mensal.

Para tanto, registe cada despesa que tiver, até mesmo as mais pequenas. Alguns exemplos são: programas de lazer não planeados, pequenas refeições fora de casa ou gastos na compra de algum produto ou serviço que pode ser eliminado ou adiado.

Com o diário das suas finanças é possível registar estas pequenas despesas, fazer a soma do quanto elas pesam em seu orçamento mensal e, com isso, eliminar as que são mais dispensáveis.

3. Dividir seu dinheiro por categorias para poupar

A divisão do seu dinheiro por categorias é mais outra dica para poupar sem abrir mão da qualidade de vida. Depois que fizer a divisão por categorias, deverá determinar um valor total para gastar com cada uma delas ao decorrer do mês. Faça esta divisão consoante ao seu estilo de vida, como neste exemplo:

  • Rendimento: todo o dinheiro ganho ao mês com salário, comissões, bónus, rendimentos de arrendamentos, investimentos em geral, reforma, entre outros.
  • Faturas: contas fixas e variáveis, como energia, água, gás, arrendamento ou prestação da casa, saúde, transporte, financiamentos e créditos, seguros, entre outras.
  • Alimentos: compras realizadas em supermercados e outros estabelecimentos que vendem alimentos para consumo mensal da sua família.
  • Lazer: as atividades de entretenimento e lazer devem ser indicadas. Coloque em seu diário de finanças as atividades de lazer que deseja realizar sozinho, com sua família e amigos. Alguns exemplos são gastos com ginásio, cinema, teatro, passeios, espetáculos e prendas que vai levar aos eventos em que participar ao decorrer do mês.
  • Viagens: As viagens em família devem ser planeadas com maior cuidado, pois o investimento mensal tende a ser mais elevado, mesmo para viagens de curta duração e de proximidade local.
  • Poupança: para poupar é preciso dividir e determinar o valor da poupança mensal. Se for 200 euros, faça com que as outras categorias permitam que este valor seja poupado todos os meses.

4. Não dispensar os essenciais

Muitas pessoas não poupam, pois, associam a economia do seu dinheiro a sacrifício. Este pensamento se dá quando acredita-se que poupar implica em fazer demasiado esforço e ter de abrir mão do que é mesmo importante.

Mas esta prática não é recomendada, pois vai resultar em frustração e redução da qualidade de vida. Desta forma, se precisa comprar ou utilizar determinados produtos e serviços, nãos os deve dispensar do seu orçamento. Deve buscar sempre pelo equilíbrio.

5. Melhorar seu orçamento aos próximos meses

Face aos gastos e informações obtidos de seus registos, tornar-se-á cada vez mais sensível perante às decisões subsequentes relativas às suas finanças, de forma que será possível colmatar as deficiências e ser capaz de realizar um controlo cada vez melhor de suas economias a cada mês.

Gostou de conhecer as 5 dicas relevantes de como poupar 200 euros? Então, convidamos-lhe a conferir outros artigos e novidades em nosso blog.